Skip to content

Provas ou Evidências?

outubro 2, 2013
by

Um vício de linguagem muito comum, tanto de cientistas quanto de leigos, é utilizar o termo “prova” para se referir a alguma evidência que dê suporte a alguma teoria. O uso descuidado desse termo, na minha opinião, faz muito mal, e contribui para uma série de desentendimentos comuns que se tem sobre ciência.

Sendo direto, prova é algo restrito a deduções lógicas. A partir de algumas afirmações tidas como verdadeiras (chamadas postulados ou axiomas), podemos provar outras. Por exemplo, a partir das definições de números inteiros, adição e multiplicação, podemos provar que 1 + 2 + 3 + … + n = n (n+1)/2 , ou que a  soma de um número par com um número ímpar é  sempre um número ímpar. Encontrar um exemplo no qual isso é verdade não é uma prova. A prova é uma dedução formal de que essa relação é válida, para qualquer valor de n.

Agora, não há como provar a existência de um elétron, provar a teoria da evolução ou provar que a Terra gira em torno do Sol. Alguma alegação desse tipo (por exemplo, “elétrons existem”) podem no máximo ser corroboradas por evidências. Encontrar evidências não significa provar algo. Da mesma forma que eu posso encontrar evidências de que 1 + 2 + 3 + … + n = n (n+1)/2 ao testar com alguns números, a prova formal não é obtida ao se obter alguns exemplos. O método é diferente.

Em ciências naturais, no entanto, existem algumas coisas que podem sim ser provadas, a partir de teorias que não são provadas. Por exemplo, ao observarmos o comportamento de campos elétricos e magnéticos, podemos formular uma teoria que descreva essas evidências. Uma dessas teorias é o eletromagnetismo de Maxwell, descrito pelas equações de Maxwell. Utilizando essas equações podemos provar que elas implicam que uma carga acelerada emite radiação eletromagnética. Vou enfatizar: essa prova não implica que a teoria de Maxwell esteja correta, nem prova que no mundo real cargas elétricas aceleradas emitem radiação. Mas diz que, tomando as equações de Maxwell como verdadeiras, podemos deduzir esse efeito para cargas aceleradas. O que foi feito foi uma dedução lógica a partir de alguns postulados (no caso, as equações de Maxwell).

Resumindo: Prova é algo restrito à lógica e à matemática. Teorias que descrevem o mundo natural não podem ser provadas, mas construídas/formuladas a partir de evidências. No entanto, a partir dessa construção, e tomando a construção como um postulado, podemos provar consequências dessas teorias.

Um blog que com frequência aborda discussões parecidas, é o Simetria de Gauge. Recomendo fortemente acompanharem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: